07 setembro 2009

o primeiro dia


Pouco a pouco o passo faz-se vagabundo

dá-se a volta ao medo, dá-se a volta ao mundo
diz-se do passado, que está moribundo
bebe-se o alento num copo sem fundo
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
(...)
Enfim duma escolha faz-se um desafio
enfrenta-se a vida de fio a pavio
navega-se sem mar, sem vela ou navio
bebe-se a coragem até dum copo vazio
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida
Sérgio Godinho


hoje é o dia. o primeiro. de muitos (espera-se). na alma uma amálgama de emoções. muita coisa sentida. e outras tantas por sentir. e as perguntas que não param. nunca. que me obrigam ao esforço constante de compreender aquilo que pelos vistos não se explica. no coração um nó que não deixa soltar as palavras. por isso ficam estas. que dizem tudo. ou quase. as outras virão no dia-a-dia. no resto da vida que agora (re)começa.