restart


Uma mesa de café. Um líquido quente. Lá fora a chuva. À minha frente uma agenda vazia. Cheia de dias por preencher. Na mala trago o livro que sempre me acompanha. Vou lendo à medida que o sol se esconde sob o mar. Procuro nas entrelinhas os detalhes escondidos. Perco o olhar na maré. Relembro as lições aprendidas no ano que acabou. Os sorrisos desenhados. E as lágrimas perdidas. Escrevo nas páginas vazias os sonhos para o ano que agora começa. Listo cada desejo, para que não me perca no caminho. Prometo-me não cair nos mesmos erros. É desta que vou ser capaz de mudar. Pôr em prática cada lição aprendida. É este ano que ponho fim aos treinos dos últimos tempos e começo o jogo a sério...

...será?


5 comentários:

  1. Estamos sempre em treinos, até ao fim da vida. Ou, se preferires, estamos sempre a jogar a sério... Mas a experiência traz alguma sensatez...
    Feliz Ano Novo!

    ResponderEliminar
  2. escreve aí para não te esqueceres:
    1- fazer uma lasanha para a Jô;
    2- preparar a casa do sul para na Páscoa receber a Jô;
    3- fazer as malas para em fins de Julho partir c a Jô para a terra-dos-gajos-bons

    (será que assim não te esqueces de mim durante estes meses de ausência?)
    *

    ResponderEliminar
  3. Bruno:
    ...era bom que até certa altura fosse só a "fingir", para aprendermos umas coisas, e depois, quando nos sentíssemos preparados, começávamos a jogar a sério, já com umas vidas extras na bagagem :S

    Bom Ano para ti também...


    jô:
    muito mais haveria para escrever e, sim, essas estão mais que prometidas :)

    quanto à nossa aventura pela terra-dos-gajos-bons...posso começar a sonhar com isso a sério? juras? só nós duas? as enfermeiras do recife? please...!!!

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  5. .::o eterno desejo da perfeição::.

    Não queiras ser um ser perfeito, luta antes para seres Feliz (saja lá o que isso for)

    ResponderEliminar