22 novembro 2008

mais um ano. mais uns cortes.

8 comentários:

j. disse...

acho que te enganaste na estória. se eu te tenho sempre junto a mim, como é possivel que tenhas desaparecido?
diz-me que não estou há demasiado tempo na psiquiatria! ;)
ai que já te disse que te adoro tantas vezes hoje!!!! :D

Daniela Coutinho disse...

Não não.. há sempre qualquer coisa que não conseguem cortar...e eventualmente desistem - apercebem-se da sua própria anormalidade e têm nojo de si mesmos durante muito tempo. Claro que voltam sempre a tentar outra técnica, a da colagem também é famosa.

:)*

Neuza disse...

Ora então os meus parabéns :p *

Agre & Doce disse...

Alguém disse um dia que "escrever é a arte de cortar palavras".

Então talvez viver seja a arte de cortarmos de nós, tudo o que já não serve, tudo o que já pesa e ocupa espaço.

Talvez estejas orfã de alguns passados, mas nasces todos os dias, linda, em novos presentes.

E nós gostamos muito daquilo que tu deixas nascer em ti.*

j. disse...

eu cortava-te às fatias e barrava-te com Nutella! ahahah!
(estou toda queimada) :(

JHB disse...

devias mandar para o post secret
http://postsecret.blogspot.com/

Ah! E parabéns claro :)

NoZ disse...

Hey, tens um desafio lá no Ficaqui ;)

c. disse...

...muito obrigada a todos :$




p.s.: agre & doce, as tuas palavrinhas ficaram aqui a ecoar até agora...e o seu som sabe muito bem nos meus ouvidos (quase tanto como a nutela da outra pirosa...)