02 janeiro 2007

Medo...muito medo

Raios...eu sabia que este dia ia chegar! Começo hoje mais um estágio e estou, mais uma vez, em pânico...porque será? Não será possível fazer esta porcaria só com exames, trabalhos e essas tretas? Será mesmo necessário o estágio, falar com pessoas, fazer cenas, sentir aqueles cheiros (que náuseas...), executar aqueles procedimentos demoníacos?!? Será que ninguém tem compaixão por aqueles pobres coitados que sofrem nas nossas mãos?!? Tirem-me daqui...


9 comentários:

Dinesh disse...

Lol...

Amiguita, não é pra desanimar, mas ser enfermeiro acarreta lidar com «pessoas, fazer cenas, sentir aqueles cheiros (...)»!LOL!

Mas ainda bem que existem pessoas como tu, porque eu sou um marikinhas incapaz de lidar com essas coisas! :S

Acima de tudo, aproveito para te desejar um excelente 2007, e que tudo corra pelo melhor no estágio, e no 2º semestre do curso.

Bjkas

isabel disse...

Olha eu desejaria o contrário se fosse a ti. Eu desejei quando finalmente no final do curso tive de lidar com miudos problematicos, que me tivessem posto a lidar com eles mais cedo para sentir na pele desde cedo aquilo que é ser professora e não ficar surpresa ou ter ataques de panico multiplos quando pela primeira vez, dp de mta teoria e trabalhos inuteis, tive à frente de 2 turmas :/
Dá graças ao facto de o teu curso te proporcionar isso.

Já agora bom ano :)

inês disse...

Neste momento, o meu vocabulário é constituído por 2palavras: ME-DO ou serão 3? PÂ-N-ICO!

E cá vai o cliché: "vai correr tudo bem!" Até porque nós temos de respeitar a tradição ravarinha de "cento e vinte e quase dois anos" uiiii* LoLoL

bjito ENORME

catarina disse...

Dinesh, já se sabe que eu sou um bicho no mato...sempre no meu buraquito escuro (hum...não sejas ordinário!). Mas é bom pensar que estou a crescer para tratar dos mariquinhas...gosto de mariquinhas;)

catarina disse...

Isabel, acredita que neste momento eu trocava os meus "idosos problemáticos " pelas tuas "crianças problemáticas"...se formos a ver vai dar quase ao mesmo...os meus também têm familias ausentes, dificuldades cognitivas próprias da idade, pouca motivação para aprender coisas novas, as regras são ditadas por eles e também têm problemas com drogas...não passam sem elas;)

catarina disse...

inês, tem calma porque vai de certeza correr tudo bem. Em breve serás especialista em dobrar compressas...ao fim ao cabo o nosso estágio não passará disso ;) E já sabes, os profs são nossos amigos e estão sempre disponíveis (até às 20h...ou seja se fores esfaqueada no turno da noite é só esperares pelo outro dia!)
Pensa positivo...uma vez que no nosso caso estamos por nossa conta, caso algum dos nossos clientes for "ver o mundo do outro lado" nós não temos de fazer nada ;)
PS: na realidade são só "cento e vinte e quase um" ela é que não sabe lêr

ana luísa disse...

é verdd!.. um estagio é sempre um estagio! n há volta a dar-lhe: o medo, as inseguranças, as pessoas, as cenas nojentas fazem parte! lol

de qq maneira desejo.te um bom estagio! uma boa nota! bons enfermeiros! bons professores! boas pessoas! boas condiçoes! resumindo BOA SORTEEE!! ;)

e um excelente 2007 :D

Dinesh disse...

No meu estágio nem me posso queixar, porque os meus alunos nem são muito mal comportados.
Mas quando dei aulas de música no 1º ciclo foi desesperante, porque os putos não têm o mínimo respeito pelos professores. E o problema é que os pais preferem assim... filhos livres para fazerem o que querem. E os professores é que são os culpados dos males da sociedade.

Mentalidade pequenina.

Salvem-nos as enfermeiras. He he he


*****

Catarina Mesquita disse...

pois é amiga...como o povo diz "há males que vêm por bem!" Quero acreditar que o sofrimento que inflinjimos nesses "probres coitados" durante os nossos estágios é mínimo. Mínimo e controlado, já que, supostamente, temos sempre orientadores, bons orientadores. Axo que a teoria é fundamental...mas também é a experiencia que nos leva à perfeição! Orgulho-me de pensar que saíremos preparadas para tudo, ou quase tudo...Orgulho-me de pensar que seremos boas enfermeiras e que a Ravara´"é que é"! =P
No fim das contas...correu tudo bem! Saímos mais ricas desta experiência...beijos